Digite o que procura

De mãe para filho: doenças verticalmente transmissíveis comprometem saúde e vida do feto

18/06/2019
Compartilhar

Gerar um filho é sonho da maioria das mulheres, mas essa fase exige mudanças e diversos cuidados com a saúde. Alimentação balanceada, atividade física orientada e um extenso calendário de consultas passam a fazer parte da rotina da mulher.No rol dessas mudanças, os exames diagnósticos figuram como protagonistas não apenas na avaliação do desenvolvimento do feto, mas para controle da saúde da mãe e na detecção de doenças verticalmente transmissíveis.

“A avaliação criteriosa da gestante é imprescindível, pois existem diversas doenças, que muitas vezes a mulher nem sabe que é portadora, e podem ser transmitidas durante a gestação ou no parto. O ideal é que a paciente que planeja ter um filho realize alguns exames antes mesmo de engravidar”, comenta a ginecologista Léa Amaral.

Doenças relacionadas

A toxoplasmose, doença infecciosa que pode ser adquirida principalmente por meio de alimentos crus ou mal lavados, como carne bovina crua, pode causar más-formações importantes, especialmente se adquirida no primeiro trimestre de gravidez.

Embora tenha tratamento, os efeitos colaterais também são prejudiciais. Já a rubéola, se adquirida no primeiro trimestre da gravidez, gera riscos de malformações que podem causar surdez, atraso no crescimento intrauterino, problemas cardíacos e oculares, aborto e parto prematuro.

A febre Zika Vírus causa microcefalia no feto, uma má-formação associada ao retardo mental em 90% dos casos. A malformação também pode ser causada pelo Citomegalovírus, além dos riscos de surdez, retardo mental e epilepsia.

Algumas infecções sexualmente transmissíveis também são de alto risco para o feto. A sífilis, além de aumentar o risco de parto prematuro ou aborto, pode provocar surdez, hidrocefalia e anomalias nos dentes e nos ossos. Já o herpes genital pode ser transmitido durante a gestação ou no momento do parto e causar sequelas na pele e cérebro. E o Papilomavírus humano (HPV) pode causar lábio leporino, deficiência renal e na parede abdominal e inserção do cordão umbilical.

O HIV, vírus presente em mais de 827 mil pessoas no Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde (2016), pode ter risco reduzido de transmissão da mãe para o feto, se forem administrados medicamentos antivirais durante a gestação. Porém, o bebê não pode ser amamentado no peito, porque o vírus é transmitido pelo leite.

Exames moleculares garantem maior precisão no diagnóstico

“A prevenção, por meio de vacinas e cuidados, sempre será a melhor alternativa para a saúde. No entanto, a detecção precoce de uma doença também colabora consideravelmente para o tratamento da mãe e prevenção da saúde feto”, comenta a ginecologista. Com esse objetivo, os médicos vêm contando com o auxílio da biologia molecular na obtenção de resultados mais rápidos e precisos.

Exames moleculares conseguem detectar patógenos em amostras de locais onde nem sempre o agente infeccioso é percebido com facilidade. “Testes baseados na tecnologia de PCR em tempo real podem detectar, em alguns casos, o DNA do agente patológico mesmo que a pessoa não tenha desenvolvido a doença. Além disso, os resultados costumam ficar prontos em algumas horas”, revela o especialista do laboratório da Mobius Life Science, Lucas França. A empresa desenvolve e distribui kits para exames diagnósticos que detectam infecções sexualmente transmissíveis, o citomegalovírus, diversos tipos de herpes e do HPV.

O exame molecular com genotipagem para HPV, é capaz de identificar 36 tipos do vírus, incluindo 18 de alto risco de evolução para câncer. Além disso, é um importante aliado na prevenção do câncer de colo de útero, causado principalmente pelos tipos 16 e 18 do vírus: com um resultado negativo no teste molecular, mais sensível e completo que o Papanicolau, a mulher pode ficar de três a cinco anos isenta de repetir o procedimento.

Sobre a Mobius

Com foco na distribuição de produtos tecnologicamente avançados, Mobius Life Science faz parte de um grupo sólido de empresas com mais de 25 anos de atuação e grande expertise no mercado da saúde. Desenvolve e comercializa produtos destinados ao segmento de medicina diagnóstica, fornecendo kits para extração de ácidos nucleicos, sorologia e também para diagnóstico molecular in vitro de doenças infecciosas, oncologia e genética. Mais informações: http://mobiuslife.com.br ou (41) 2108-5296.

Tags:

Você pode gostar também