fbpx

Digite o que procura

Prevenção do câncer começa na infância

03/09/2019
Compartilhar

Você pode diminuir os riscos das crianças terem câncer mais tarde se vaciná-las contra HPV e ajuda-las a fazer escolhas saudáveis.

Vacine seus filhos contra HPV

O Papilomavirus humano (HPV) é um vírus comum de ser transmitido de uma pessoa a outra durante o sexo. Ele pode causar câncer cervical e também outros tipos, como na vulva, vagina, pênis, anus e orofaringe (na parte de trás da garganta, incluindo base da língua e amígdalas).

A vacina protege contra os tipos de HPV mais comuns que causam câncer. Tanto meninos quanto meninas devem ser vacinados a partir dos 9 anos no Brasil. A vacina pode ser aplicada em adolescentes até jovens mulheres de 26 anos e de meninos até homens de 21 anos os quais ainda não foram vacinados mais jovens.

“Meu câncer foi causado por um vírus que eu contraí há pelo menos 15 anos”, conta Teresa. Ela foi diagnosticada com câncer vulvar aos 40 anos.

“Eu estou livre do câncer agora, mas toda vez que faço exames fico ansiosa sobre o que os testes podem revelar. Porque o vírus ainda está aqui, eu nunca saberei se vou ouvir aquelas palavras temidas de novo”, diz ela.

“Costumo aconselhar jovens garotas e seus pais a fazer a vacina para evitar um destino como o meu. Se você tem filhos que são pré-adolescentes ou adolescentes, por favor, vacine eles contra o HPV”.

Fale a seus filhos sobre tabagismo e câncer

Em 2018, mais de 1 a cada 4 estudantes do ensino médio e 1 a cada 14 do ensino fundamental haviam usado tabaco nos últimos 30 dias. Converse com seus filhos sobre por que você não quer que eles fumem.

“Todo mundo fumava. Aquilo era uma coisa legal de se fazer”, conta Sharon, que fumou seu primeiro cigarro aos 13 anos e foi diagnosticada com câncer de garganta aos 37.

“Pressão dos colegas – por isso eu comecei. Minha neta tem 12 anos”, diz Sharon. Ela tem medo que a neta comece a fumar também. “Não comece, porque não demora muito para ficar viciado”, alerta.

Quem inala a fumaça de outros fumante (fumante passivo) pode ter sérios problemas de saúde, seja criança ou adulto, incluindo câncer de pulmão em adultos que nunca fumaram. Não torne suas crianças fumantes passivos. Para parar de fumar, visite O Programa Nacional de Controle do Tabagismo ou a Unidade de Saúde mais próxima.

Fique protegido no sol

“Apesar de saber que eu tinha quase todos os fatores de riscos para câncer de pele – cor de pele mais clara, cabelos ruivos, e muita exposição ao sol na adolescência como salva-vidas – caí na armadilha comum de achar que não aconteceria comigo”, diz Ginny. Dois tipos de câncer foram removidos de seu rosto.

“Depois do câncer de pele, eu percebi quanto minha vida diária acontece a céu aberto, correndo, caminhando com o cachorro e indo ao parque. Ninguém está imune de hábitos e decisões tomadas em nossa juventude. Mas nunca é tarde demais para ter bons hábitos de saúde, incluindo proteger nossa pele do sol.”

Apenas algumas queimaduras de sol podem aumentar o risco de seus filhos terem câncer de pele mais tarde. Sempre proteja a pele deles no sol.

Como proteger-se do câncer de pele

Adote bons hábitos para evitar exposição excessiva ao sol:

Procure uma sombra

Raios UV são maus fortes e prejudiciais durante o dia, então é melhor planejar atividades internas. Se isso não for possível, fique à sombra de uma árvore, guarda-sol ou tenda. Use estas opções para prevenir queimaduras solares, mas não para buscar alívio depois que isso acontecer.

Cubra-se

Quando possível, utilize roupas que protegem dos raios UV, aquelas com tecidos mais apertados oferecem a melhor proteção. Uma camiseta molhada protege menos do que uma seca, e cores escuras podem oferecer mais proteção do que cores claras. Algumas roupas certificadas com padrão internacional oferecem informações sobre o fator de proteção.

Use um chapéu

Chapéus que façam sombra no rosto, couro cabeludo, orelhas e pescoço são fáceis de usar e oferecem grande proteção. Se o filho preferir um boné, projeta as áreas expostas com protetor solar.

Use óculos de sol

Eles protegem os olhos das crianças dos raios UV, estes raios podem levar a catarata anos mais tarde. Procure por óculos que bloqueiem o máximo possível dos raios UVA e UVB.

Passe protetor solar

Utilize pelo menos o fator de proteção 15 e que proteja dos raios UVA e UVB em todos os momentos que seus filhos estiverem ao ar livre. Para melhor proteção, aplique generosamente o protetor solar a cada 30 minutos antes de ir para fora. Não esqueça de proteger as orelhas, nariz, lábios e os pés. Reaplique a cada 2 horas e depois que eles nadarem, suarem e se secarem.

Tags:

Você pode gostar também

1 Comment